Metade dos brasileiros está acima do peso

24/09/2012 15:10

Autor: Ildeu Júnior  Fotografias: Divulgação  Fonte: http://www.vidasaudeebeleza.com.br

 

Especialistas recomendam mudança real de hábitos de vida.

 

  De acordo com dados divulgados pelo Instituto de Geografia e Estatística, o IBGE, quase metade da população brasileira está acima do peso. O percentual passou de 42,7% em 2006, para 48,5% em 2011. No mesmo período, a proporção de obesos subiu de 11,4% para 15,8%.

 

  Segundo o cirurgião bariátrico Luís Augusto Mattar, este cenário só deve mudar se houver uma conscientização de que a obesidade é uma doença e não tem cura. “A obesidade não tem cura. Podemos ter controle sobre ela, e ter um bom resultado a médio e longo prazo no tratamento construído com ajuda de uma equipe multiprofissional. Quase a totalidade dos pacientes que nos procuram, já passou por inúmeros tratamentos como dietas de baixas calorias, medicações que retiram a fome, programas de exercícios inadequados e sem orientação alimentar associados. Todos esses tratamentos são autolimitados, pois um dia a pessoa não aguenta mais e vai voltar a sua “vida normal” de maus hábitos. O tratamento, para ser bem sucedido, precisa se basear em uma mudança real de hábitos de vida”, afirma o médico Luís Augusto Mattar.

  E de fato os maus hábitos, como sedentarismo e má alimentação estão entre os vilões que provocam o excesso de peso. De acordo com a pesquisa, 34,6% dos brasileiros comem em excesso carnes com gordura e 29,8% consomem refrigerantes pelo menos cinco vezes por semana. Já quando o assunto é alimentação saudável os números são bem inferiores, apenas 20,2% ingere a quantidade recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) de cinco ou mais porções por dia, de frutas e hortaliças.

 

  Para a nutricionista, Ana Cristina T. Araújo, a alimentação correta é o primeiro passo para uma vida saudável. “O principal ponto que devemos aprender é que a reeducação alimentar não consiste em deixar de comer tudo o que se gosta e passar a comer somente frutas, verduras, legumes e alimentos light. Muito pelo contrário, é aprender que você pode comer tudo, mas sem exageros e de forma equilibrada. As escolhas corretas, associadas a intervalos de 2 a 3 horas é mais interessante para a perda de peso que passar longos períodos do dia em jejum”, recomenda a nutricionista.

 

© K Entre Nós Jornalismo UNIPAM. Tem todos os Direitos reservados.

Crie um site gratuitoWebnode